Governo de Minas Portal Minas
Você esta aqui: Home

TJMG vive clima de alegria com Papai Noel

E-mail Imprimir PDF

Magistrados e servidores participam ativamente das campanhas natalinas realizadas pela Casa

O grupo de crianças que levou alegria, leveza e inocência ao espaço no saguão do edifício-sede do Tribunal de Justiça (TJMG), na manhã de terça-feira (4), estava ali para uma ocasião mais que especial: receber o Papai Noel, em pessoa. O locutor pede que chamem o Bom Velhinho e elas começam a gritar, chamando-o, em uníssono. Eis que um sininho toca e a presença mágica do Papai Noel se impõe, suspende a respiração de algumas das crianças e provoca lembranças nostálgicas em alguns adultos. O clima de encantamento está completo.

Foi assim a entrega simbólica dos presentes doados por magistrados, servidores e demais colaboradores do Judiciário mineiro, na Capital, para a campanha Papai Noel do TJMG. A iniciativa do Tribunal mineiro contempla as duas campanhas natalinas realizadas anualmente pela Casa: o Natal Especial nas Associações de Proteção aos Condenados (Apacs) e o Papai Noel dos Correios, por meio da qual são também apadrinhadas cartas de crianças da creche Nutris e do TJ Criança Abriga, instituições fundadas e mantidas por magistrados e servidores.

CARTAS - A campanha Papai Noel dos Correios é uma iniciativa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, da qual o TJMG participa desde 2008, que se tornou um dos projetos natalinos de maior repercussão social no Brasil. Nos dez anos desta parceria, foram atendidos mais de 20 mil pedidos ao Bom Velhinho. Neste ano, apenas em Belo Horizonte, foram apadrinhadas, por meio da iniciativa, 1.138 cartinhas. Diversas outras comarcas mineiras também aderiram ao movimento, adotando pedidos de crianças.

Uma das cartinhas apadrinhadas no TJMG foi a de Ana Cecília de Araújo, de 6 anos, que veio da creche Nutris para a solenidade. "Escrevi uma cartinha ao Papai Noel pedindo uma boneca, a Baby Alive. É uma boneca cara! Parece um neném de verdade", contou a menina. O brinquedo parece estar popular entre as crianças. A colega dela, Marcele Cristina, da mesma idade, escreveu pedindo também uma Baby Alive.

Junto às outras crianças do Nutris, as meninas brindaram o público presente à solenidade com duas canções. Em meio ao coro, a voz de Isac Wagner que, do alto dos seus 6 anos, também está muito confiante de receber de Natal o que pediu na cartinha. "Uma arminha Nerf pra brincar com meu irmão", conta, acrescentando acreditar que a falta de chaminé na casa dele não será empecilho para o Papai Noel. "Ele vai entrar pela porta mesmo", afirma.

GENEROSIDADE - "Às vésperas do Natal, o presidente Nelson Missias de Morais me deu um verdadeiro presente de Papai Noel, ao me oferecer a oportunidade de substituí-lo nesta solenidade repleta de generosidade e do espírito cristão, que já domina nossos corações, ao nos aproximarmos do 25 de dezembro, a data maior da Cristandade", afirmou a 3ª vice-presidente do TJMG, desembargadora Mariangela Meyer, que representou o presidente no evento.

Para a desembargadora, a generosidade dos servidores e dos magistrados mineiros estava "bem exteriorizada nas 1.138 cartas de crianças carentes que foram apadrinhadas somente aqui na comarca de Belo Horizonte". Ela ressaltou que a maioria delas tem origem no Natal dos Correios, instituição à qual agradeceu pela oportunidade que tem oferecido ao Judiciário "de fazer esse gesto de generosidade com as filhas e filhos de famílias menos favorecidas pela sorte, oferecendo a eles um pouco de alegria, ao atender aos seus pedidos."

A magistrada lembrou ainda que outra parcela das cartas veio de crianças assistidas pela creche Nutris, com apoio da Associação Mineira de Magistrados (Amagis), e uma terceira veio pelo programa TJ Criança Abriga, projeto idealizado e abraçado pelos servidores. Contou ainda que outras 44 comarcas do interior empreenderam ações semelhantes, beneficiando crianças de suas cidades, além de iniciativas que foram adotadas em muitas Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (Apacs) do interior, para garantir presentes aos filhos dos recuperandos.

PROJETO SOCIAL - Durante a solenidade, o superintendente estadual dos Correios em Minas, Juarez Pinheiro Coelho Júnior, falou de seu contentamento em participar desse momento que, para ele, "representa a abertura do Natal e envolve um tema tão importante para o Brasil, que é a solidariedade". O superintendente lembrou que a campanha surgiu há 29 anos, por iniciativa dos próprios funcionários da instituição, em Minas, que recebiam cartinhas dirigidas ao Polo Norte, ao Papai Noel, e não sabiam o que fazer com os pedidos. "Começaram assim a adotar as cartas, e a iniciativa cresceu, ganhando as proporções que possui hoje, tornando-se o maior projeto social dos Correios no País", ressaltou.

De acordo com Juarez Coelho, com o crescimento da iniciativa, a empresa decidiu criar o padrinho corporativo. "Já são mais de 50 deles em Minas, sendo o TJMG o maior deles", afirmou, agradecendo aos servidores e magistrados do Judiciário mineiro pela adesão à campanha e revelando que, neste ano, em apenas uma semana, todas as cartas enviadas para o Tribunal mineiro foram apadrinhadas. Para marcar os dez anos da parceria entre Correios e TJMG, o superintendente entregou à desembargadora Mariângela Meyer o selo comemorativo da campanha.

Além da presença do Papai Noel e das crianças, a solenidade de entrega dos presentes foi abrilhantada também pela participação da cantora Fernanda Valadares e da tecladista Sulamita Duarte. Contou ainda com a participação do 1º vice-presidente do TJMG, desembargador Afrânio Vilela; do presidente da creche Nutris, Ronaldo Ribeiro; de magistrados, servidores e demais colaboradores do TJMG.

Share on Facebook
 

|| Telefones de Contato

Governo de Minas Area